CULTURA

Festa do Rocambole agita Lagoa Dourada

No último domingo, dia 6, aconteceu a “V Festa do Rocambole de Lagoa Dourada”, que contou com mostra de artesanatos e degustação do famoso rocambole e da cachaça local.
Parte da 5ª Jornada Mineira do Patrimônio Cultural, a festa teve seu início com um concerto da Sociedade Musical Lyra Lagoense e logo após, uma apresentação teatral com o grupo Teatro da Pedra. Ao longo do dia shows animaram lagoenses e visitantes.Foto: Ana Carolina Gomes
Secretária de Cultura, Climene Pereira Dutra de Resende ressalta que o objetivo da realização da festa é aproveitar a fama do rocambole para desenvolver o turismo tanto gastronômico como cultural. “Como a cidade é cortada pela rodovia, isso é bom e ruim. Bom porque temos o turista passando dentro da cidade, então temos que aproveitar isso pra que ele fique e conheça mais da nossa cidade, desenvolvendo nossa economia”, disse Climene.
Representando uma das mais antigas padarias especializadas em rocambole e expositora na festa, o “Rocambole Lagoa Dourada”, Heloísa de Resende Andrade, conta que tudo começou quando seu pai resolveu fazer doces para os funcionários da construção da ferrovia até comprar os maquinários de padaria há mais de vinte anos. Para ela, “o pessoal da cidade tinha que dar mais valor no evento, pois sendo uma festa diurna, é mais voltada para a diversão das famílias. Os moldes em que foi montada são muito bons e a expectativa com o resultado é muito grande.”
Além do famoso rocambole, o festival contou com a exposição dos artesanatos locais. Proprietário da empresa “Divino Ofício”, Josias Cardoso dos Santos, contou que a especialização em divinos feitos de madeira se deu em 2006 e hoje já emprega mais de dez pessoas. E sobre feira, sua maior expectativa é a divulgação de seu trabalho. “Muitas pessoas perguntam se as obras são produzidas em Lagoa Dourada, pois apesar de ser grande produtor, ela não é tão conhecida fora artesanalmente”, finaliza o empresário.
A Festa do Rocambole, contou também, com a exposição de móveis de madeira, artesanatos locais – como a “Arte em pássaros”, o da APAE e “Acoart” – e degustação do “Café Caramello” e dos doces “Juliana Festas e Buffet”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *